CALENDÁRIO

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Sequência Didática Monteiro Lobato

Sequência Didática Monteiro Lobato Seqüência Didática Antes da Leitura 1- Comece o trabalho, enfatizando que os alunos vão conhecer mais as histórias um importante escritor brasileiro: Monteiro Lobato. Converse a respeito do que já sabem sobre ele. 2- Leia, em seguida, um pequeno texto do autor ou trecho de uma de suas obras para crianças, de maneira a introduzir um pouco mais seus alunos no universo lobatiano.Deixe no ar um gosto de “quero mais”... 3- Se possível, use o laboratório de informática para pesquisar com os alunos a obra de Lobato. Uma sugestão: www.lobato.com.br. Na tela aberta, clique em “biblioteca” e tenha acesso aos resumos e capas das primeiras edições dos 17 livros de literatura infanto-juvenil, escritos por Lobato.È uma boa viagem por imagens 4- Consagradas de suas obras! 5- Imprima uma das capas (acima referidas)para uma leitura mais detalhada. Analise com os alunos, por exemplo, as cores usadas, a técnica,as vestimentas das crianças(se for o caso), as descrições das personagens famosas do” Sítio do Picapau Amarelo”, etc.Faça comparações com as imagens do Sítio na TV. Durante a leitura Selecione uma história de Lobato para ser lida por você, de forma compartilhada, indicando o(s) objetivo(s) de leitura como forma de ajudar os alunos a focalizarem informações importantes para a compreensão global do texto a ser lido. Vamos exemplificar com o texto “O Jabuti e o homem”, contado nas “Histórias de Tia Nastácia”.Os objetivos de leitura para os alunos prestar atenção na esperteza do jabuti ao longo do enredo ,uma vez que usa quatro truques ,numa certa gradação paara se safar de ser devorado: *toca gaita para atrair as crianças; *instiga a imaginação das crianças, quando diz que dança muito melhor do que toca gaita, *pede para ir ao quintal, para poder fugir; • Confunde o pai das crianças, quando responde de lugares diferentes ao chamado do homem. Evidentemente que você, professor (a) não vai dizer, com antecedência quais foram as artimanhas utilizadas pelo jabuti. Os tópicos acima apenas objetivam contribuir para sua análise. Você, professor (a), pode ler a história, em voz alta, selecionando partes dela, para fazer certo suspense, ao mesmo tempo em que solicita dos alunos possíveis encaminhamentos do enredo. É possível, por exemplo, fazer a leitura, com 6 “paradas”. Parágrafos Sugestões de perguntas aos leitores Hipóteses dos leitores 1 a 5 Será que as crianças vão obedecer ao pai? 6 a 9 O Jabuti vai conseguir abrirem a caixa onde está preso? 10 a 13 Será que o Jabuti obedeceu as crianças? 14 a 15 O que farão as crianças? 16 a 20 O que pode acontecer quando o pai percebe que o Jabuti fugiu? 21 a 26 Será que o jabuti vai conseguir enganar o homem de que forma? 27 a 28 Apenas ler o desfecho para os alunos Trecho final com comentários de Emilia, Narizinho, Dona Benta, Tia Nastácia, Pedrinho. Apenas ler os comentários das personagens do Sítio Depois da leitura 1- Sabemos que fazer paráfrase de texto lido é fundamental tanto para se aprender a ler quanto para aprender a escrever, uma vez que a leitura pode ser matéria- prima para produção textual escrita. Peça a alguns alunos que recontem oralmente, a história lida. 2- “Proponha “aos alunos que escolham outros textos com jabutis presentes em histórias de” Tia Nastácia” 3- ( “Jabuti e a Caipora, “Jabuti e a Onça”, “O Jabuti e a Fruta”, O Jabuti e o Lagarto”, “O Jabuti e o Jacaré”, “O jabuti e os sapinhos”). Depois, cada grupo deve se preparar para contá-la ou lê-las aos demais .Para que os colegas escutem de forma atenta e interessada, é preciso cuidar do tom da voz, do ritmo, das expressões fisionômicas e gestuais .Marque dias e horários para as apresentações dos grupos. 4- Organize os alunos em grupos, para que cada um se preocupe em registar, por escrito, os comentários feitos pelos colegas ao final de cada história lida, como faz Lobato, quando coloca o pessoal do sítio para comentar o que Tia Nastácia vai contando. 5- A seguir, provoque discussão sobre os comentários feitos pelos alunos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário